Fatos Picantes Sobre Ruivos, por uma Expert Ruiva – Parte 4

7. O antissemitismo está ligado às origens do preconceito contra ruivos.
O Evangelho destaca um dos discípulos de Jesus como a epítome da traição e um agente do mal: Judas. Durante a Idade Média, Judas era representado como ruivo e usado como símbolo dos Judeus que não haviam aceitado Cristo. “Na Europa Medieval”, escreve La Rosa, “escritas e arte antissemitas com frequência caracterizavam Judeus com cabelos vermelhos para retratá-los como satânicos.” Apesar deste estereótipo ter desaparecido da cultura popular, La Rosa vê que algo sobreviveu, por exemplo, no personagem Magneto (X-Men) interpretado pelo ruivo Michael Fassbender, onde representa um Judeu sobrevivente do Holocausto e transbordando vingança e ódio por si próprio.

8. Há um estereótipo de que homens ruivos não são sexies, mas são muito “engraçados”.
E funcionou muito bem, por exemplo, para Conan O’Brien: ruivo bem sucedido, rico, alto e charmoso e constantemente fazendo piadas sobre sua suposta falta de apelo sexual. O’Brien é um em uma longa lista de “ruivos que fazem rir”, originada nos palhaços do século XIX. “Há razões práticas que explicam o motivo de cabelos ruivos em palhaços funcionarem melhor”, diz La Rosa. “Era necessário que ele fosse visto de longe, mas há outros motivos. O palhaço era um homem pobre ou um caipira, que a plateia identificava com imigrantes Irlandeses recém-chegados. Logo pensamos no tipo Irlandês de Emmet Kelly, que criou Weary Willy na Era da Depressão, mas também no Ronald McDonald.”
Para constar, La Rosa acha o homem ruivo extremamente sexy, e seu livro é cheio de exemplos másculos e fortes e sua persuasão ruiva (tem dúvida ainda? Dá uma olhada no trabalho do fotógrafo Thomas Knights). “De acordo com antigas lendas,” continua La Rosa, “se você conseguir contar todas as sardas no corpo de um ruivo, você viverá para sempre. E isso é 100% certeza. Chega de perguntas.”

Curtindo o papo? Fica ligado que ainda temos mais 2 fatos picantes para fechar a série de curiosidades do Ruivos Mania.

Perdeu as curiosidades anteriores? Veja aqui a Parte 1, Parte 2 e a Parte 3. A entrevista original em inglês está aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *